Era um vez no outono escrito por Lisa Kleypas

17:54


Espera! Você está no blog certo rsrs... Já contei para você que eu tenho uma queda, talvez abismo, por romanções de época? Se não sabia, agora está sabendo. Meu abismo começa pela certeza de um final feliz para o par romântico, passando pelos vestidos e corselets (aquilo devia ser horrível para respirar, mas fica muito bonito), aí vem os lindos bailes e os mocinhos perdendo as estribeiras quando se vêem encantados pelas mocinhas a quem, na maioria das vezes, detestavam ou nem mesmo davam bola. Pode me imaginar suspirando, pois é isso que estou fazendo agora.

- Ela é manipuladora.
- Você também é, querido.
Ele ignorou o comentário.
- Ela é dominadora.
- Como você.
- Ela é arrogante.
- Você também - disse Lívia alegre.
Marcus a olhou de cara feia.
- Achei que estivéssemos discutindo os defeitos de Srta. Bowman, não os meus.

Não me julguem, amo livros com personagens masculinos ou femininos forte, espadas, lutas homéricas, fantasia, guerra, um mundo em perigo, aqueles que só falta esguichar sangue para fora das páginas, mas depois disso tudo eu curto relaxar. Não tem nada melhor para espairecer minha mente do que ler um romance de época. Por isso, depois de uma enxurrada de fantasia, solicitei Era uma vez no outono para ler e resenhar aqui no blog.


Escrito por Lisa Kleypas e publicado aqui no Brasil através da Editora Arqueiro, Era uma vez no outono é o segundo livro da série As quatro estações do amor e nos conta a história da personagem Lillian Bowman,  mas não fique preocupado(a) se você, assim como eu, não tiver acompanhado a história do primeiro livro pode mesmo assim ler esse tranquilamente. 

Lillian saiu dos Estados Unidos para passar uma temporada com seu pais e sua irmã Daisy em Londres na esperança de buscar um marido que fizesse parte da aristocracia. Contudo, Lillian, apesar de fazer parte de uma família muito rica, é uma moça americana e não possui tamanho requinte exigido pela sociedade da época, por isso acaba ficando de lado nos bailes da sociedade e junto com o grupo autodenominado Flores Secas* - sua irmã Daisy, Anabelle e Evie - que combinam entre si de encontrarem maridos uma para as outras. 

- O que foi? - murmurou Daisy, indo para o lado da irmã. - Você parece um pouco distraída.
Lilian respondeu com um sorriso sarcástico.
- Estou tentando me lembrar de tudo o que a condessa nos disse - mentiu -, e manter isso em minha mente. Em especial as regras sobre mesura. Se alguém me fizer uma, vou gritar e correr na direção oposta.

Nossa protagonista é das mocinhas que a grande parte do público adora, eu inclusive, não tem papas na língua e não se deixa intimidar por ninguém, nem mesmo pelo aparentemente perfeitinho, controlado e arrogante Marcus Marsden, ou Lord Westcliff, como você preferir. É nesse momento que você me imagina com um sorriso de orelha a orelha. Adoro um casal que é todo farpas e espinhos no início, principalmente quando um mocinho estilo Marcus perde todas as estribeiras e tem seu limite testado ao lado de alguém como Lillian


Esse romance veio em uma hora perfeita, cumpre o que promete. Dificilmente eu o classificaria em meus preferidos, mas ele é o que considero um refresco para a minha mente. Rende boas risadas e suspiros, é previsível em razão do happy end até certo ponto e, claro, tem muita coisa no meio impedindo o casal de ficar junto, além deles mesmo, inclusive uma vilã. Então se você estiver tão afim quanto eu estava de ler um livro assim, se joga!

*Flores Secas: foi adaptado da expressão Wallflowers utilizada originalmente. Wall é parede e flowers  é flores, se fizermos uma tradução livre, mas na verdade vem de um expressão usada para as garotas que durante uma festa ou baile ficavam sem pares, encostadas na parede, passando despercebidas dos outros, também serve para denominar uma pessoa tímida ou anti-social.



Obrigada Editora Arqueiro pelo envio do exemplar!

Confira o blog em outras redes sociais:
Instagram /// Twitter /// Facebook /// Bloglovin /// Goodreads /// Skoob

You Might Also Like

19 comentários

  1. Oii,

    Ai Lisa e meu amor, hoje mesmo eu já montei minha resenha do Segredos de uma noite de verão que daqui uns dias vai ao ar, e nossa eu to doida para ler este, eu sou muito fã da Lisa, e temos uma coisa em comum, eu sou doida por romances de época, e sua resenha só me deixou mais doida ainda para ler livro, parabéns.
    Liliam para quem já leu os Hathaways sabe que ela e bem doida, adoro ela.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    os livros da Lisa são fantásticos, romance de primeira, já li alguns um tempo atrás. Sua resenha ficou muito boa, gostei que você inseriu imagens e passagem do livro. Parabéns. www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  3. Achei o livro interessante! Leio poucos romances de época e esse me atraiu bastante, pretendo ler!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari, tudo bem? Que resenha gostosa de ler, ainda mais com essas fotos no meio. Adorei o vidro de perfume fazendo par com o livro! Fiquei com vontade de ler esse livro e conhecer mais sobre a Lisa, vou dar uma pesquisada mais a fundo. Valeu pela indicação!

    Beijos. ^_^
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
  5. Acho que todas precisamos, algumas vezes, de livros que nos refresquem a mente. :) Gostei muito da sua resenha, flor. Os diálogos que você colocou como citações me encantaram! Diferente de você, romances de época não são meus favoritos. Então, talvez esse livro esteja em um lugar mais especial em meu coração do que acabou sendo para você. Pelo enredo, pelos personagens e pelo contexto, prevejo um favorito.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Gosto muito da escrita da Lisa Kleypas e mesmo não tendo lido nenhum dos livros da série nova, já imagino que seja um amor de leitura.

    ResponderExcluir
  7. Oiii, tudo bem?
    Infelizmente nunca li nenhum livro dessa autora e vejo que sempre possui comentários positivos, me conquistando sempre <3 espero realmente um dia ter a oportunidade de realizar a leitura, a premissa me conquistou.
    Beijão

    ResponderExcluir
  8. Oi. Já eu não tenho tanto apreço por romances românticos de época, justamente por causa do ‘final feliz’, quando era adolescente, até curtia, mas hoje, não. Agora, isso não significa que seja ruim, longe disso, li dois recentemente que me apeguei a técnica da escrita e amei, apesar de, como disse, não apreciar o romantismo.

    ResponderExcluir
  9. Curti a resenha,mas não sou muito apegado a romances de época. Gosto,mas não chega a ser meu gênero favorito. Adorei seu post,achei muito legal o formato dos seus quotes :)
    Ah! e essa capa :/ Tão típica da editora,que chega a parecer da mesma série dos Bridgestones.
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Hi baby, tudo bem? não conhecia o livro e nem a autora mas sou apaixonada por romances de época, vou anotar a dica e ler mais pra frente! adorei a resenha <3

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Apaixonada pelo perfil do Simba aí do lado. <3 Também tenho um amarelinho mas ele não é muito fã de fotos não... rs...

    Agora sobre os romances de época... apesar de normalmente serem mesmo um refresco para a mente, não costumo ler, apenas porque não curto hot e os autores insistem em incluir esse tipo de cenas neles - não sei se é o caso desse livro, já que você não citou nada do tipo. Adorei esse primeiro quote, não sei quem é a Lívia, mas já me tornei tão fã dela quanto da Lillian, já que as duas não têm papas na língua.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  12. Hey,
    A primeira citação que você colocou na sua resenha já me ganhou. Também adoro personagens fortes em histórias, então tenho certeza de que eu iria gostar muito dessa leitura. Também acho esses romances leves e divertidos e estou no clima para exatamente esse tipo de livro.
    Beijos,
    Dois Dedos de Prosa

    ResponderExcluir
  13. Oie, tive a oportunidade de ler esse livro mas deixei ela passar pelo fato de o gênero não me agradar tanto.

    <a href="http://www.frasestrechosepensamentos.com> Frases, Trechos e Pensamentos</a>

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    O dia que arriscar a leitura de um romance de época, lerei primeiro Julia Quinn, somente depois irei mergulhar em outras aventuras. Mas, foi bom eu conhecer esse livro, assim poderei saber quem será o próximo.
    Abs
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  15. Oi ^^

    Não tenho muito o costume de ler romances de época, mas gostei da ideia de como os personagens foram construídos.
    Por mais que a história talvez não seja o ponto que vá despertar minha curiosidade, os personagens por si só já me deixaram curiosa!

    ResponderExcluir
  16. Li esse livro recentemente e gostei da abordagem da autora para personagem Lilian ela é realmente muito astura e não leva desaforo, assim como Marcus que tbm é um ótimo personagem! O final é ainda melhor que o primeiro livro. Bjs

    ResponderExcluir
  17. Oee,
    ROMANCES DE ÉPOCA ESTÃO ME SEGUINDO! Eu nunca li nada desse gênero, mas não tenho muita vontade de ler, só que eles brotam na minha frente, quem sabe um dia eu dou uma chance hihi.

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?
    Acabou de definir a primeira coisa que vem a minha mente quando leio sobre romance de época: AS ROUPAS! Gente mas aquilo deveria ser lindo <3
    Não sou muito fã, mas já li alguns.
    Gostei muito da sua resenha!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  19. Oie, tudo bem? Ainda não conhecia esse livro, mas fiquei admirada com a capa, é muito linda. Romances sempre têm seu charme, sendo atual ou de época. O ambiente em que se passam as histórias sempre me fazem sonhar. Amei sua resenha. Beijos, Érika

    - www.queroseralice.com.br -

    ResponderExcluir