Roubo de Espadas por Michael J. Sullivan

16:47

Royce tinha crescido nas ruas de Ratibor, sobrevivendo das carteiras que furtava. Ele era o ladrão profissional, ex-integrante da temerária Guilda do Diamante Negro. Hadrian era um guerreiro, um soldado que preferia lutas limpas e luz do dia.

EDITORA: Record
ISBN: 9788501402530
ANO: 2013
PÁGINAS: 602

Roubo de Espadas é o primeiro volume da trilogia Revelações de Riyria. Escrito por Michael J. Sullivan é um livro que promete lhe conquistar logo na primeira cena. Afinal, quem não gosta de uma dupla cativante de ladrões?

Royce Melbor e Hadrian Blackwater são conhecidos como Riyria, que significa dupla ou ligação no dialeto élfico, os melhores mercenários de todo o reino que agem livremente sem afiliar-se a nenhuma guilda. Contratados muitas vezes por nobres e sem nenhuma frescura trabalhando para ambos os lados quando a situação se faz necessária e o lucro compensa.

Eles são uma dupla capaz de nos conquistar logo na primeira troca de palavras. Hadrian é o mais aberto, aquele que faz as piadas, já Royce é o mais sério, carregando uma áurea de mistério em torno de si. Dois opostos, mas que trabalham em perfeita sincronia.

- Corre por aí que vocês possuem talentos extraordinários para missões quase impossíveis, envolvendo sabotagem, roubo, espionagem e, em alguns casos, assassinatos. Não venham negar agora. Muitos dos aqui presentes já confessaram que utilizaram seus serviços.

Após uma missão bem sucedida, a parcela inicial dessa aventura para que possamos saber do que eles são capazes de fazer, os Riyria são contratados para mais um serviço que promete deixar seus bolsos bem cheios. O inverno estava chegando e o melhor seria tirar umas férias nessa época do ano, não é mesmo?

Roubar a espada do famoso mestre esgrimista conde Pickering que estava no Castelo de Essendon era para ser um serviço de urgência, simples e rápido, exceto por acabarem sendo vítimas de uma sabotagem que resultou na prisão imediata dos RyiriaHadrian e Royce acabam sendo acusados do assassinato de seu rei e mergulham em uma trama política recheada de conspirações, mitologia e magia.

- Vejam as espadas que esse aí esta carregando. Um homem que carrega uma espada pode saber usá-la, ou talvez não. Um homem que carrega duas provavelmente não entende nada de espadas, mas quer dar a impressão de que entende. Mas um que carrega três... é peso demais. Ninguém anda por aí com tanto aço, a menos que ganhe a vida com isso.

Ainda me pergunto qual foi o motivo de ter comprado o livro em sua primeira semana de vendas e não ter lido na hora. O autor realmente construiu "uma aventura à moda antiga" muito boa. Se o livro me faz rir, falar sozinha, praguejar... Pronto! O mundo pode estar desabando que eu não vou largá-lo de jeito nenhum e foi tudo isso que aconteceu assim que embarquei na jornada de Roubo de Espadas, alegre e contente ao lado de Hadrian e Royce.

Com personagens secundários que não estão ali para enfeite e o melhor de tudo: duas aventuras em uma só! Sim, dois livros em um: A conspiração pela coroa e Avempartha. Cada um envolvendo o roubo de uma espada diferente, a primeira desencadeando a história da segunda. Como não amar?

- Porque surdas e cegas são as paixões do homem quando o faro é aguçado. Atentos eles são e atentos escutam estas paredes, pois, apesar do ato benigno e caridoso, meus carcereiros pensaram que essa mão apontava para vosso pai como Herdeiro de Novron.

Leiam, leiam, leiam... Vocês não vão se arrepender, pois é uma aventura deliciosa!

Nota: 4.5 de 5.0

You Might Also Like

2 comentários

  1. Com certeza quero ler esse livro. Adoro leituras com aventura e ação, e esse parece ser um deles.
    Adorei sua resenha! Me conquistou. Afinal, como você disse, quem não gosta de uma dupla cativante de ladrões? É um livro grande, mas parece valer a pena.
    Valeu pela dica!
    Beijo

    http://withoutidea.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, então você vai gostar desse livro... O número de páginas é um pouco extenso, mas a leitura passa sem demora. Bjs!

      Excluir