Prince of Thorns por Mark Lawrence

17:34

"Deixe um homem jogar xadrez e diga a ele que todos os peões são seus amigos. Diga que ambos os bispos são santos. Faça-o lembrar de dias felizes à sombra das torres. Deixe-o amar sua rainha. Veja-o perder tudo."

Tenha em mente, ao abrir esse livro, o seguinte aviso: esqueça os príncipes heroicos de gestos nobres e armaduras brilhantes. Prince of Thorns é uma história sobre a busca da vingança movida pelo desejo de poder, um caminho feito pelos espinhos de uma roseira-brava e trilhado por almas corrompidas.

"Diga-me tutor. A vingança é uma ciência ou uma arte?"

Nessa jornada construída pela narrativa em primeira pessoa, conhecemos o Príncipe Honório Jorg Ancrath, personagem que caminha entre uma linha tênue da vilania e do anti-heroísmo. Jorg foi moldado através do seu ódio e pelos espinhos que perfuraram seu corpo e sua alma no dia que testemunhou o brutal assassinato da rainha-mãe e de seu irmão caçula.

"A capacidade de um novo amor eu incinerei. Eu a lavei com ácido até que o solo se tornasse improdutivo e que dele nada brotasse, nenhuma flor brotasse raízes."

Ele jurou vingança e tem sede pelo poder, pois sabe que os espinhos lhe ensinaram com quais peças se deve vencer o jogo. Aos dez anos de idade ele já comandava uma irmandade de assassinos, mas o que importa é que aos quinze se tornará rei! Falando dessa maneira é um personagem em que dificilmente nos espelharíamos, não seria socialmente aceitável, mas se torna perigosamente atraente.

"Água, água!" É sempre água o que os moribundos querem. Estranho. O que me dá sede é matar.

Agora: Marina, você falou e falou da figura principal, mas e os outros personagens? Aí se encontra um ponto controverso. Notamos que Jorg vai crescendo aos nossos olhos, ele é muito bem construído, mas todos ao seu redor parecem não ter nenhuma importância, são pouco aprofundados. A princípio poderíamos pensar ser uma falha do autor, mas nada mais é do que o reflexo da própria personalidade egoísta do personagem principal. Ele quer ser, e é de certa forma, o centro de tudo, enquanto os outros são tratados como nada mais do que peças descartáveis, se estiverem atrapalhando seu caminho ele simplesmente mata sinta a delicadeza do personagem.

"O ódio vai mantê-lo vivo onde o amor falhou."

E como se não bastasse a engenhosidade do autor na construção do personagem e de sua história, existe o mundo criado por Mark Lawrence, ou melhor falando, recriado. Através de referências criativas já presentes nos primeiros capítulos, descobrimos que não basta ser um livro com elementos de dark fantasy em um cenário medieval, Prince of Thorns se passa em um futuro pós-apocalíptico!

"Somos definidos por nosso inimigos - mas também podemos escolhê-los."

Oh, Lord! Algumas pessoas simplesmente nascem para ser escritoras, Mark Lawrence é uma delas. Como se não bastasse essa grandiosidade em termos de escrita, a Editora DarkSide nos traz uma edição cuidadosamente trabalhada, extremamente fotogênica e em capa dura para nenhum bookaholic colocar defeito.

"Vou lhes dizer: o silêncio quase me derruba. É o silêncio que me apavora. A página em branco na qual posso escrever meus medos. Os espíritos dos mortos não têm nada a ver com isso. Aquele morto tentou me mostrar o inferno, mas não passou de uma pálida imitação do horror que sou capaz de pintar na escuridão de um momento quieto."

Através de uma narrativa que nos apresenta os eventos do presente e do passado de Jorg, o primeiro livro da Trilogia dos Espinhos foi construído para nos chocar. Estou curiosa para ver se minhas teorias vão se concretizar. Então, se você está disposto a encarar um personagem frio e calculista, muitas vezes comparado a própria figura do Diabo, aproveite como eu e se esbanje no sangue jorrado por ele sem piedade. Necessito da continuação!

"Tenho uma razão para ganhar onde os demais falharam. Eu simplesmente entendo o jogo."


You Might Also Like

8 comentários

  1. Show! Já tinha sido atraída pela capa e sinopse deste livro na livraria, mas depois dessa resenha, eu decididamente tenho que ler este livro, parece muito interessante. Acho que deve ser muito legal ler a história do ponto de vista de um protagonista que é quase o vilão, é como ler uma história contada pelo "outro lado". Muito boa a resenha!

    Abraços,
    http://fantasticosmundosdepapel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliana! Primeiramente, fico muito feliz que tenha gostado da resenha. Jorg é um personagem muito interessante justamente por ser um bom vilão/anti-herói, ele é muito inteligente. Mark lawrence foi capaz de me surpreender muitas vezes durante a narrativa. Vale muito a pena ter Prince of Thorns na estante.

      Excluir
  2. Eu tava bem curiosa com esse livro mais não acho que eu vã gostar dele! Pelo que vc falou ele é pesadinho!
    Adorei sua resenha! Foi esclarecedora! haha
    Beijão!!!!
    Ps:Parceria Autora EVA ZOOKS - Livro: Caminho das Águas!
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2014/01/parceria-autora-eva-zooks-livro-caminho.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ashuahusahushuahuhs... Obrigada!
      Eu não poderia mentir, ele realmente é um livro mais pesado. Jorg tem um pouco da personalidade de Alex DeLarge o protagonista de Laranja Mecânica, bom, foi um tanto inspirado nele, com isso dá para se ter uma base da rebeldia e maldade do protagonista.

      Excluir
  3. Esse livro parece ser incrível! Sua resenha me chamou muito a atenção. Eu já havia falado dele, é claro, mas não fazia a menor ideia do que se tratava. Agora estou super curiosa para fazer a leitura. Mas tenho uma dúvida: o livro faz parte de uma série?

    Beijos,
    Livro de Unicórnios

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Julia esse livro faz parte de uma trilogia (Prince of Thorns, King of Thorns e Emperor of Thorns) e é muito bom, diferente do que eu já havia lido. Afinal, não todo dia que encontramos a história de um personagem com jeito de vilão. Bjs!

      Excluir
  4. Adorei a resenha! Quero mt ler esse livro, e a resenha só me deixou mais curiosa!!

    Estou começando com meu blog, se vc puder fazer uma visita e seguir, se gostar..
    Amei seu blog, e já estou seguindo :D

    http://livroinfinito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Camila é realmente um livro bom. Obrigada pelos elogios, pode deixar que passarei assim que puder no seu blog.

      Excluir