Herdeiro do Império por Timothy Zahn

08:35

- Capitão Pelleon? - uma voz chamou por entre o burburinho do poço da tripulação de bombordo. - Mensagem da linha de sentinela: as naves batedoras acabaram de sair da velocidade da luz.


Graças a Timothy Zahn e sua empreitada por um território hostil, composto por uma legião de fãs ávidos por mais histórias e ao mesmo tempo receosos em virtude de possíveis decepções, temos em nossa mãos, através da Editora Aleph, Herdeiro do Império.

Lançamento do ano passado, essa história é uma expansão do universo Star Wars que trás de volta nosso amado grupo de personagens: Luke, Han, Leia, C3PO, R2-D2, Chewbacca e Lando. Peço, por favor, um minuto de silêncio em memória de Darth Vader... Enquanto isso dá uma conferida nas fotos.



Alguns anos se passaram e a Nova República ainda enfrenta resquícios do antigo Império, que tenta a passos lentos restaurar o poder que um dia teve em suas mãos através do poderoso Grã-Almirante Thrawn, um gênio militar, perigoso e extremamente sagaz.


Através dos diálogos e pensamentos durante a narrativa, Timothy consegue manter a essência dos personagens e ainda trazer elementos novos a história, que não deixam de ser menos interessantes do que a trilogia original. Talvez fosse a dose certa do que precisávamos, mais daquilo que amamos sem necessariamente ser repetitivo ou nada haver.

(...) Você é forte na Força, Luke, e com perseverança e disciplina ficará ainda mais forte, - Seu olhar ficou mais sério. - Mas jamais baixe a guarda. O imperador morreu, porém o lado sombrio ainda é poderoso. Nunca se esqueça disso.

Senti algumas vezes certa oscilação no enredo que não atrapalhou minha leitura, encarei como pequenas pausas para fechar o livro e respirar, mas lendo algumas resenhas pela internet notei que alguns se incomodaram com essas partes. Então, acho que vai da empolgação da pessoa e eu estava bem animada em certo momentos com tudo o que li.

Não posso deixar de comentar que o final é para deixar qualquer um curioso e ansioso pela continuação, pois a Nova República não tem somente o Império para enfrentar, há problemas internos que a deixam ainda mais frágil e, na pior das hipóteses, podem acabar causando sua ruína. Agora, me diz se isso não é motivo suficiente para roer minhas unhas?


You Might Also Like

0 comentários